Cientistas descobrem que nanopartículas de tatuagem circulam dentro do corpo

É a 1a vez que descobre-se evidências analíticas do transporte de vários pigmentos orgânicos e inorgânicos, incluindo impurezas tóxicas, relacionadas c/ tecidos contendo tatuagens – em ex vivo – na forma de nanopartículas. Resultados da técnica de fluorescência de raios-X síncrotron.

Geralmente, qdo as pessoas vão ter uma tatuagem feita na pele, dá-se uma atenção quase exclusiva ao ambiente onde o procedimento será feito e à esterilização das agulhas. Porém, de acordo c/ o novo estudo, seria tbm importante checar a composição química das tintas sendo usadas.

Pouco se sabe sobre o as potenciais impurezas nas misturas de cores aplicadas através das tatuagens. A maioria das tintas contêm pigmentos orgânicas, mas tbm englobam preservativos e contaminantes como níquel, cromo, manganês ou cobalto. Outro componente em  gde qtde que pode trazer preocupações em nanoescala é o dióxido de titânio, usado p/ a produção da cor branca.

Os pesquisadores já sabiam que pigmentos das tatuagens viajavam pelo corpo até os nódulos linfáticos, por causa de evidências visuais (esses nódulos ficavam pitados c/ a cor da tatuagem). Isso representa a resposta do corpo na limpeza do local de entrada da tinta durante a cicatrização. Porém, o que não se sabia é que os componentes da tatuagem viajam também em escala nanoparticulada, onde esta pode apresentar comportamentos totalmente distintos, ou seja, podem reagir de forma imprevisível no organismo. E esse contínuo transporte pode levar ao alargamento crônico do nódulo linfático a longo prazo.

Essas contínuas migrações e deposições de elementos tóxicos na forma de nanopartículas pode representar sérios riscos p/ a saúde e mais trabalhos serão feitos em breve p/ melhor elucidar o problema. O espectro de efeitos adversos das tatuagens é amplamente desconhecido, já que faltam trabalhos em modelos de animais (os quais não são éticos, por não se tratar de necessidades médicas, apenas estéticas).

Fonte: Nature.com

 

Complementando esse post, veja esse vídeo da TedEd

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: